- OS SEMELHANTES VÊM AÍ!
- E COM QUE SE COME ISSO?

 

Parece que alguns fãs não estão compreendendo muito bem o anúncio que o SBT começou a veicular ontem (10). Nele, a emissora avisa que a partir de segunda-feira (16), irá exibir os episódios semelhantes do Chaves, segundo eles próprios, tirados do baú. Os fãs mais ligados já esperavam por isso há anos, porém, há aqueles que somente assistem as séries e não estão entendendo muito bem o que significa o termo "SEMELHANTES". Por esta razão, resolvi realizar esta coluna especial. Primeiramente, com vocês: Murilo Fraga (diretor de programação do SBT):

 

ESCLARECENDO OS SEMELHANTES

Desde que as séries Chaves e Chapolin foram dubladas, alguns episódios foram classificados como "SEMELHANTES". Mas o que significa isso? Simples. Isso significa que há episódios cujos roteiros são similares a de outros. Isso ocorria, principalmente porque quando as séries foram gravadas, as exibições aconteciam somente uma vez por semana e os episódios eram refeitos com diferença de um ano ou mais. Portanto, quando um episódio semelhante a outro já exibido aparecia no canal da Televisa, o público provavelmente nem mais se lembrava que já havia visto aquela história. Com o fim das gravações, os países que compraram as séries, passaram a exibi-las diariamente, fazendo com que os episódios semelhantes tivessem exibições próximas e no Brasil especificamente, isso serviu como parâmetro para que o SBT escolhesse (literalmente a dedo) os episódios que iriam ou não ao ar. Eles selecionaram somente uma versão de cada episódio para faz uso diariamente na programação. Durante anos, os fãs classificaram todos os episódios que sumiram da grade de uma única forma: EPISÓDIOS PERDIDOS. E assim, com certeza fica mais fácil de compreender. O que o SBT vai por no ar a partir do dia 16, não são nada mais que os episódios perdidos do Chaves, cujos roteiros são parecidos com outros episódios que estão entre 162 atualmente no ar.

EPISÓDIOS PERDIDOS

O SBT desmembrou a classificaçao desses episódios e para uma pequena parte deles, utilizou o termo que os fãs já o faziam há anos: EPISÓDIOS PERDIDOS. Eles consideraram como perdidos, os episódios que estavam sumidos da programação (deixaram de ser exibidos por razões desconhecidas) sem que houvesse outro com roteiro parecido em exibição. Esses, eram apenas nove e todos retornaram à grade em agosto de 2011. Findados estes, restavam os famosos semelhantes, que como citei acima, são os perdidos com roteiro similar a outros em exibição. Os episódios perdidos foram:

- MUITO AZAR NA SORTE GRANDE - deixou de ser exibido sem qualquer motivo aparente em 1992 e retornou no dia 01º de agosto de 2011.
- PANQUECAS PRA DENTRO, BARRIGA PRA FORA - da mesma forma, deixou de ser exibido em 1992 e retornou no dia 03 de agosto de 2011.
- A FESTA DA AMIZADE - calcula-se que tenha deixado de ser exibido por falhas técnicas na dublagem em 1992. Voltou a ser exibido em 05 de agosto de 2011.
- O ATROPELAMENTO - alguns acreditam que tenha tido cenas censuradas e por isso saiu do ar em 1992. Voltou a ser exibido dia 08 de agosto de 2011.
- ASSISTINDO AO JOGO - mais um que saiu do ar sem qualquer motivo aparente. Voltou a ser exibido em 11 de agosto de 2011.
- O MISTÉRIO DOS PRATOS DESAPARECIDOS, parte 1 - um clássico que saiu do ar em 1992, supostamente por protestos de adeptos da Doutrina Espírita por conta de uma declaração de Dona Clotilde ao fim do episódio. Voltou a ser exibido juntamente à sua segunda parte no dia 19 de agosto de 2011.
- A VOLTA DOS ESPÍRITOS ZOMBETEIROS, parte 2 - continuação do episódio acima.
- AS APOSTAS / LADRÕES ESPERTOS / A ESCOLINHA DA CHIQUINHA - esse episódio na verdade era inédito. Provavelmente nunca havia sido exibido por conta do sketch "Ladrões espertos", cuja personagem interpretada por Bolaños é Chompiras e não Chaves. Estreou no dia 26 de agosto de 2011.
- BOAS FESTAS / OS BALÕES - mais um que permaneceu inédito mesmo após 23 anos dublado. Provavelmente pelo mesmo motivo do episódio acima. A vedete do sketch "Boas festas" é Chompiras.

SEMELHANTES ATÉ QUE PONTO?

Conforme já comentei, esses episódios saíram do ar (alguns nunca estrearam) por conterem histórias parecidas com outros que estão no ar. Mas... Até que ponto elas são parecidas e será que realmente todas são semelhantes? Pois bem... Vamos falar agora sobre cada categoria de episódio semelhante:

a) OUTRA VEZ O SABUGO DE MILHO?

Vamos começar pelas histórias idênticas. Há episódios que Bolaños realizou e anos depois refez o roteiro, fazendo apenas pequenas modificações no elenco mas as histórias são exatamente iguais. Um exemplo disso é:

- O HOMEM INVISÍVEL (1974) - versão original de um clássico que é exibido até hoje pelo SBT. O episódio não conta com a participação de Chiquinha que na ocasião estava fora do elenco. Foi exibido apenas uma vez no SBT em 2000.
- INVISIBILIDADE (1976) - segunda versão do episódio acima. O episódio conta com a Chiquinha, que aliás, tem uma importante participação. A adição da personagem foi a única novidade que esta versão trouxe, visto que o roteiro é exatamente igual ao episódio acima. É exibido regularmente pelo SBT.

Outro exemplo que podemos dar é:

- O DISCO-VOADOR (1974) - mesmo caso dos semelhantes acima. Este episódio não conta com a participação de Chiquinha que veio a aparecer em sua refilmagem realizada em 1977. Não é exibido desde 1992.
- O DISCO-VOADOR (1977) - realizado três anos após o original, é idêntico ao mesmo. Mais uma vez a participação de Chiquinha foi a única diferença. está no ar até hoje.

b) AH! MAS VOCÊ NÃO É O FANTASMA QUE EU CONHEÇO!

Além de Chaves e Chapolin, Roberto Bolaños (Chespirito) interpretou várias outras personagens ao longo de seus mais de quarenta anos de carreira. E algumas dessas personagens completavam alguns programas de meia hora do Chaves. Vários programas (principalmente dos primeiros anos) contavam com duas a três sketch's com durações que variavam de três a quinze minutos. Esses sketch's mostram Chespirito em performances inéditas, com suas não menos populares personagens Chompiras e Doutor Chapatin, além de quadros especiais nos quais ele interpretara a ele mesmo. Em 1992, o SBT resolveu abolir esses quadros de sua programação e foram excluídos todos os programas curtos (incluindo quadros do próprio Chaves que não preenchiam os programas de meia hora). E esse acaba sendo um caso de episódios semelhantes parciais, pois os roteiros de personagens extras são inéditos, mas os quadros curtos de Chaves que os acompanham, quase que em sua totalidade, foram refeitos anos depois com duração ajustada para que um único quadro ocupasse todo o programa. Como disse acima, especula-se que tenha sido por isso que dois dos episódios exibidos em agosto de 2011 considerados perdidos que na realidade eram inéditos, tenham sido mantidos guardados por conta da inclusão dos sketch's de tais personagens extras. São exemplos de semelhantes parciais:

- OS LADRÕES E A VELHINHA POLICIAL / BARQUINHOS DE PAPEL (1973) - aqui, o SBT teve dois motivos por eles considerados válidos para retirar esse episódio de circulação. O primeiro sketch é da personagem Chompiras e o segundo, possui um remake de meia hora que foi posteriormente dublado e é exibido até hoje. Saiu do ar em 1992.
- BARQUINHOS DE PAPEL (1976) - refilmagem do sketch acima. Não é exatamente igual ao original, até porque tem o dobro da metragem, tão logo, possui muitas piadas e situações novas.

Também podemos citar:

- OS LADRÕES ASSALTAM O HOMEM / A BANDINHA NA VILA (1973) - o episódio saiu do ar em 1992. O primeiro sketch é da personagem Chompiras e o segundo tem cenas parecidas com o episódio a seguir.
- UMA AULA DE CANTO (1976) - o episódio é uma versão dobrada (em relação à metragem) do clássico "A bandinha na vila", porém, muito mais elaborada. No primeiro, as crianças estão brincando de orquestra no pátio da vila. No segundo, o professor Girafales lhes dá aula de canto na escola e eles aproveitam o ensejo para brincar de orquestra no pátio da escola durante o recreio. Dentre as novidades dessa nova versão, estão os dois clipes musicais mais famosos da série: "Jovem Ainda" e "Que Bonita Sua Roupa". É exibido normalmente no SBT.

Esperamos que esses sketch’s de outras personagens voltem a ser exibidos normalmente a partir do dia 16 (pelo menos os quadros curtos do Chaves já estão garantidos).

c) NOVAS CALAMIDADES NA TURMA.

Uma pequena parte dos episódios semelhantes contam com participações especiais. Esses episódios possuem duas formas de análise. Infelizmente o SBT escolheu a pior. Uma das formas é que as histórias são parecidas (em alguns casos até idênticas) a de outros episódios atualmente no ar (essa foi a forma que o SBT analisou). Outra é que as participações especiais podem ser avaliadas como a grande inovação desses episódios. Vamos lá:

- O CAÇADOR DE LAGARTIXAS (1974) - a refilmagem desse episódio estreou no Brasil junto com a série em 1984 e está no ar até hoje. Nesta primeira versão (que foi exibida apenas uma vez em 1990), Chiquinha estava ausente do elenco e em seu lugar, entrou a personagem Malu (Malicha no original em espanhol), afilhada de Seu Madruga. A personagem foi interpretada pela atriz Maria Luisa Alcalá que participou de apenas três episódios. Os três figuraram no SBT em 1990 e nunca mais foram vistos. Outra novidade no episódio é a presença da personagem Dona Clotilde que não aparece na versão atualmente exibida. Com piadas e situações divergentes da outra versão, não pode ser considerado idêntico.
- O CAÇADOR DE LAGARTIXAS (1976) - episódio semelhante ao anterior. Foi o que deu início à série Chaves no Brasil em 1984. As falas de Malu ficaram nesta versão por conta de Chiquinha, que é a novidade desta versão. É exibido até hoje pelo SBT.

- O PRIMO DO SEU MADRUGA (1975) - por razões desconhecidas, Seu Madruga não participou deste episódio e em seu lugar esteve o ator Germán Robles na pele de Seu Madroga (Don Román no original em espanhol - trocadilho com Don Ramón, nome original de Seu Madruga) pela primeira e única vez na série. O episódio não conta com a participação de Chiquinha e traz Nhonho em participação importante. Deixou de ser exibido em 1992.
- A CAIXA DE MADEIRA (1977) - este episódio, possui a mesma história do anterior. É basicamente idêntico, porém, ele conta com a participação regular de Seu Madruga e seu primo não aparece (aliás, nunca mais apareceu). Nhonho não aparece e Chiquinha assume suas falas. Está no ar até hoje.

d) ACHO QUE JÁ VI ESSA HISTÓRIA! OU ESTARIA EU FICANDO “MALHUCO”?

Finalmente vamos falar aqui dos episódios "me engana que eu gosto". O que significa isso? São episódios parecidos ou até idênticos, mas com finais antagônicos. Daqueles que você acha que já viu e de repente acha que está enganado. Vamos dar um exemplo bem claro:

- UM TRIÂNGULO AMOROSO (1974) - este episódio foi exibido até o ano 2000 quando foi substituído por seu semelhante. Mas, será que realmente é tão semelhante assim? Por um mal-entendido formado por Quico e Chaves (novidade!!!) Dona Florinda acha que o professor Girafales está namorando o Seu Madruga (não sei o que é pior: o chimpanzé reumático ou a valentona do 14). Ela fica revoltada e lhe dá um tapa quando ele lhe leva um ramo de flores. O episódio termina e o mal-entendido permanece.
- O PROFESSOR APAIXONADO (1977) - o episódio entrou no ar em 2000 e é exibido até hoje. A história é exatamente a mesma da versão original, porém, Chespirito não quis que o triste incidente tivesse o mesmo fim. Após levar o mesmo tapa da versão anterior, eles se entendem, todo o mal-entendido é esclarecido e o episódio termina em uma bonita canção interpretada pelo casal. Outra novidade no episódio é a presença de Chiquinha que não aparece na versão original.

Original de 1974 ------.........................----------------------------Semelhante de 1977

Final de 1974 – sem a resolução ...................................---Final de 1977 – com o mal-entendido

do mal-entendido, Dona Florinda-----..........................--- esclarecido o casal termina bem e

joga as flores na lata de lixo-----..................... ---..------- interpretando uma bela canção

Outro exemplo:

- OS REMÉDIOS DO QUICO (1974) - deixou de ser exibido em 1992. Este episódio possui uma refilmagem realizada dois anos a frente. Nele, Quico está doente e sua mãe quer que ele tome seus remédios adequadamente. Para escapar do gosto ruim, ele pede que Chaves jogue os remédios fora. Chaves resolve abrir os vidros e jogar os líquidos pela janela, sem perceber que Seu Madruga estava desmaiado logo abaixo da janela engolindo todos os remédios. A última cena do episódio, pode ser considerada nojenta para alguns e absolutamente genial para outros: Seu Madruga levanta ainda tonto e Quico grita: "Mas como você é burro, Chaves! Eu mandei você jogar fora os remédios. A urina pra exame não!". Seu Madruga faz a cara de nojo mais perfeita do mundo ao perceber o que engoliu além dos remédios e cai novamente desmaiado. Um clássico que nos deixou há exatos vinte anos e pode voltar a partir da próxima segunda.
- OS REMÉDIOS DO QUICO (1976) - exibido até hoje, é um remake quase idêntico do episódio acima. A novidade fica por conta de Chiquinha que não aparece na versão original e da estranha ausência de Seu Madruga. Por ser um episódio muito centrado em seu rápido roteiro, talvez mais uma personagem descaracterizasse a história e Chespirito tenha preferido trabalhar só com a Chiquinha que assumiu as falas de seu Madruga. O final do episódio é diferente do anterior. Dessa vez quem está desmaiado junto à janela engolindo todos os remédios é o próprio Quico (lembrem-se que ele mesmo mandou Chaves jogá-los fora para se livrar do gosto ruim). Enquanto isso, sua mãe está lhe procurando por toda a parte. Ela finalmente o acha e diz que está na hora de tomar seus remédios e o vai arrastando para dentro da casa. Há um corte de cena e aparece o Quico já dentro de casa com o olho arregalado (quase uma overdose) e a sua frente, os vidros vazios dos remédios. O episódio termina aí.

E este é o retrato dos episódios semelhantes que o SBT levará ao ar a partir da próxima segunda-feira às 18 horas. Espero que curtam bastante. Os fãs pediram e o SBT atendeu. E, para terminar, conheça o site oficial que abrigou todo o movimento pela volta (e estréia) desses episódios. Primeiro fizemos a campanha pelos perdidos e logo a seguir, pelos semelhantes. Felizmente, os dois movimentos (que foram reconhecidos pela mídia) trouxeram resultados positivos e satisfatórios: http://www.grandesclassicos.net/movimento .

Espero ter conseguido passar o recado e explicar para muitos que ainda não sabiam, o que são episódios semelhantes. Boa diversão a partir de segunda.

E apenas como aperitivo do que vem por aí, assista um episódio de Chaves e seu respectivo semelhante:

OS REMÉDIOS DO QUICO (1974)

 

OS REMÉDIOS DO QUICO (1976)

 

Beijos e abraços a todos
Eduardo Gouvêa
(Valette Negro)